quarta-feira, 2 de março de 2011

Ataca fogo na barata!

Na hora em que aparece uma barata na nossa frente temos diversas reações. No geral, ou matamos ou morremos de susto, de choque, de nojo... Morre-se de tudo, menos de morte fatal.
Tive várias experiências de confronto com baratas:
Na minha infância, vi uma barata perto do fogão, no chão, e imobilizei-me. “Vai que ela me agride!”.
Na pré-adolescência, eu e meu irmão assistíamos tevê. Ele disse: “Vandinha! A barata! Mata!”. Ela estava no alto do guarda-roupa. Destemidamente, peguei o chinelo e ergui diante dela. Demorei demais – ela pulou em mim. Nunca sambei tanto na vida. A sem-vergonha desceu do meu corpo e voltou para o mesmo lugar que dantes! Absurdo...
Na adolescência, minha tia não sabia de onde vinha tanta barata em casa, visto que limpávamos o apartamento, nem havia motivos para a festa. Pois acreditem que elas moravam no sofá. Os meninos trancaram-se no quarto, por causa da bronquite, e eu e minha tia viramos o sofá com as nossas armas mortais nas mãos: ela com o Raid black; eu, com o chinelo. Foi um extermínio em massa. Depois, ela desistiu do sofá, trocou de móvel, pois o gueto estava contaminado.
Depois perdi o medo de vez. Só permaneceu o nojo, muito nojo. Aprendi que baratas são tontas mesmo, e mesmo com esse mau caráter elas são corajosas: ao detectarem a presença do inimigo correm para cima dele. Por isso, a prática em eliminar as “envernizadas”, como uma personagem mexicana um dia falou, aperfeiçoou-se.
Não gosto de esmagá-las. Faço assim: ataco o veneno, ela fica muito doida, e eu declaro sobre ela: Morra! E ela morre. Nos casos de dúvida, faça como o namorado de uma amiga, que ataca fogo nas bichas com o próprio inseticida para ter certeza do assassinato. Para quem gosta de churrasco isso é muito bom.
No mais, e retificando: Ou você mata a barata, ou você morre. Lembre-se também que Deus o fez maior que seus inimigos imundos, e que eles estão, por aquilo que Ele te colocou em Cristo, debaixo dos teus pés. Se quiser, manda fogo também, manda...



Vandressa Holanda Gefali
Direto desta geração.

Um comentário:

Ivana Matos disse...

Oi, tudo bem?
Eu encontrei seu blog enquanto navegava pelo celular e não consegui comentar, então esperei até chegar num PC para comentar. ADOREI seu blog, achei pesquisando ''fogo na barata'', porque tinha acabado de matar uma e pensava que ninguém mais fazia isso. :o)

Muita gente desisti dos seus blogs, mas não desista porque o seu é bom! Se não eu não tinha voltado só para comentar.

Beijos, que te abençoe.

o/