domingo, 16 de outubro de 2011

O Tâmisa era o nosso Tietê

“Porque há esperança para a árvore, que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos”. Jó 14:7
Paulistanos! Há esperança para o Rio Tietê!
Pode um rio cortado de sua pureza ser restaurado a ponto de ser lugar turístico, via de barcos e passeios de verão? Como não?! Basta um pouco de vergonha na cara e muita esperteza se quiser que isso aconteça. Não vou me aprofundar em quem deve mexer nisso e todos nós já sabemos. Só quero falar da esperança, a âncora da alma.
Naveguei pelo rio Tâmisa em Londres, e quem vai lá não diz que o rio foi poluído um dia. Quando voltei para o Brasil me perguntaram se es


tava muito fedido. Disse que não, e o rapaz estranhou. Depois, um engenheiro com quem trabalho me disse que o despoluíram e o fizeram ponto turístico. Um bom investimento.
Tempos atrás vi numa capa de revista que o Rio Tietê tem esperança. Não dei muita atenção, achei lorota. Mas depois que descobri isso pude ver que a coisa do ser humano, do homem, é não ver onde pode se enxergar algo melhor.
Algo pode mudar daqui para frente, meu querido. Algo muito especial pode acontecer com o Tietê. E já que eu posso declarar...: “Que assim seja...”.

Vandressa Holanda Gefali
Direto desta geração

Um comentário:

Anônimo disse...

oi caipira!!!