terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Inseridos na História do Eterno

“O que Deus tem comigo?”.
O que Deus quer com você? Talvez essa pergunta intimide a qualquer um, botando um medo lascado naquele lance “chamado de Deus”, e preferimos a apatia da pseudo simplicidade de não fazer nada na Presença Dele.
Quando amamos a Deus, vamos além de qualquer coisa, até acima dos dons descritos no livro de 1ª Coríntios (12 e 13). No entanto, se não o amamos, fazemos tudo de qualquer jeito. E, quando amamos, até o feio é bem vindo.
O amor nos puxa mais perto de um propósito maior, então entendemos o sentido da nossa vida. O porquê de você existir.
Não acredito em personagens criados para serem “planos”, cheios das mesmas coisas, mesmas roupas e outras manias. Deus é criativo demais: Ele quer personagens redondos numa história épica. Imagine aquela velha narrativa de escola que criávamos em folhas pautadas:
“O gato subiu no telhado”. É o trivial. Todo gato sobe no telhado. Mas, e se “o gato deitou na coberta do cachorro”? É diferente, não? O foco aqui não é o que vai acontecer com o gato, mas como a nossa história com Deus pode ter sabor. Portanto, Deus nos insere em histórias para sermos diferentes e para chamar a nossa atenção para alguma coisa.
Há pessoas que tem tudo. Por que será que Deus atende tanto às suas orações fúteis? Será que essa pessoa não percebeu que Ele está abençoando tanto para que essa pessoa um dia alcance orações não-fúteis e que valem mais que as coisas desse mundo?
Ou, você nunca teve nada, mas em tudo ouve provisão e uma saída. Será que Ele não está chamando a sua atenção para a edificação de sua fé?
Deus insere-nos em histórias tortas para escrever em nós uma vida reta. Será que não percebe que uma vida torta não é uma história com Ele? Seja então o personagem da Eternidade, inserido na história do Eterno.

Vandressa Holanda Gefali
Direto desta geração.

Nenhum comentário: