segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Joga-me na Piscina

Por muitas vezes, jogaram-me na piscina. Eu não seu nadar, mas confesso quando me fazem isso, e os arteiros que não leiam essa crônica. Ainda que goste, jamais devo ser jogada para uma piscina onde eu não possa apoiar meus pés no fundo. É risco de vida, chama o salva-vidas! Porém, a sensação de ter água totalmente à minha volta, é a mesma sensação incrível de ser completo por Deus.
Acredite, isso acontece.
Quando tenho momentos com Deus, e esse envolvimento se torna mais profundo, não tem espaço para outras coisas, a não ser o espaço profundo de Deus. É bem divertido, é um prazer inigualável. Se alguém te xingar no teu ouvido, não ouvirás, porque esse é outro andar que a vida agora habita. Se algo cair em sua cabeça, coisa ou pessoa, nem lembrarás, pois tudo é nada ao ser jogado na água.
Pois bem. É isso que quero. Uma piscina atraente, um convívio envolvente, um respirar profundo debaixo da água (como?). Isso, há respiração onde não há.
Hoje Deus chamou-me com uma trena do outro lado de um rio. Ele chama sempre aos poucos, e lá vou eu. Do outro lado estão os resultados, e nada se compara a isso. Se eu fosse você agora mesmo mergulharia na piscina de Deus.

Vandressa Holanda Gefali
Direto desta geração

Nenhum comentário: